quarta-feira, 1 de maio de 2019

O Segredo da Felicidade



Todos procuramos a felicidade. Duma maneira ou de outra todo o Ser Humano deseja ser feliz. 

Uns são felizes com um telemóvel XPTO. Um carro maior para mostrar aos vizinhos. Um namorado bonito. Uma viagem àquele país de sonho. Outros seriam felizes se tivessem mais tempo para si. Se pudessem praticar mais desporto. Se pudessem ler mais...
As formas de felicidade vêem em diferentes formas e feitios, mas essa necessidade de felicidade é uma demanda, como se do Santo Graal se tratasse.

Mas o que nos impede de ser felizes?
Alguma vez se colocou essa questão? Porque não pode ser feliz agora?

Normalmente, as respostas são:
" Há algo que tem de acontecer na minha vida para eu me poder sentir em paz (feliz/ realizado), e sofro por isso ainda não ter acontecido. Talvez o meu sofrimento faça com que isso aconteça." ou

" Aconteceu algo no meu passado que não devia de ter acontecido, e eu sofro por causa disso. Se isso não tivesse acontecido, sentir-me-ia agira em paz (feliz/ realizado)."

" Está a acontecer algo agora que não devia de estar a acontecer, e é isso que me impede de me sentir em paz ( feliz/ realizado), neste momento."

"Tu devias fazer isto ou aquilo para eu me sentir em paz. E sofro por ainda não o teres feito."

Em todos os casos existe uma premissa subjacente, a premissa de que falta algo, a premissa de que cada um de nós está incompleto. No entanto, isto é falso.

Este tipo de afirmação só surge porque as pessoas não vivem no PRESENTE, no Aqui e Agora. E então, alimentando estas afirmações e pensamentos a pessoas criam uma realidade mental da sua Vida. E esta é a grande manobra do EGO. O Ego afirma: Talvez algures no futuro eu me possa sentir em Paz, se isto ou aquilo acontecer, ou se eu tiver isto ou aquilo, ou se isto se transformar naquilo. O Ego não sabe que a nossa única hipótese de nos sentirmos em paz, felizes, realizados é no momento PRESENTE.

E como é que se pode sentir em paz agora mesmo?
Fazendo as pazes com o momento presente. O momento presente é o campo onde se desenrola o jogo da Vida.
Existem três palavras que transmitem o segredo da arte de viver: UNO COM a VIDA.

Se o fizer vai aperceber-se que não é você que vive a Vida, é a Vida que o vive a si. A vida é a dançarina e você é a dança.

O Ego adora sofrer com a realidade. Através do tédio, da raiva, do nervosismo e daquela insaciabilidade de nunca estar contentado com o que tem, alimenta a infelicidade em cada um de nós.

Para acabar com o sofrimento que atormenta a condição humana há milhares de anos, é preciso você começar por si mesmo e assumir a responsabilidade pelo seu estado de espírito em qualquer momento.
Pergunte-se a si mesmo, agora: " Existe negatividade em mim neste momento." Fique em silêncio, apenas observando os seus pensamentos e emoções. 

Assim que tomar consciência que existem esses pensamentos em si, você foi bem sucedido. Pois acabou de tomar consciência. Tome atenção aos pensamentos que parecem justificar ou explicar essa infelicidade, mas que na realidade, estão na sua origem. Reconheça as emoções e pensamentos como sendo apenas isso, deixe de se identificar e é o fim do sofrimento.

Deixamos de nos identificar com as falsas realidades arquitectadas pelo Ego e vemos tudo à Luz da Presença, a consciência que antecede e que é mais profunda do que qualquer pensamento ou emoção.

A sua noção de identidade, de quem você é, sofre então uma mudança: antes, você era os tais pensamentos, emoções e reacções; agora , você é a consciência. A presença consciente que observa esses estados. Quando essa consciência ocorre apercebemo-nos que existe uma inteligência maior a operar na nossa vida. As emoções e inclusive os pensamentos são despersonalizados através dessa consciência. Deixa de haver uma identidade neles, são apenas pensamentos e emoções humanos. 

Percebemos, então que somos a Luz da Presença, a consciência que antecede e que é mais profunda do que qualquer pensamento ou emoção.

Adaptado de "Um Novo Mundo" de Eckhart Tolle