domingo, 24 de novembro de 2013

És escravo de ti mesmo?




Das feridas que recebeste em criança? Dos teus traumas de infância? Do que alguém decidiu que deverias ser? Duma relação que não te satisfaz? Dum trabalho que não te preenche? Da rotina da tua vida?


Liberta-te já! Liberta-te desse peso que carregas.Do ressentimento, do rancor e da culpa.
Deixa de culpar os outros e o teu passado pelo que não corre bem na tua vida. Cada dia tens a oportunidade de começar de novo. Cada manhã, ao abrir os olhos nasces de novo, recebes uma nova oportunidade para mudar o que não gostas na tua Vida e melhorá-la. A responsabilidade é toda Tua.

A tua felicidade não depende dos teus pais, do teu companheiro, dos teus amigos, do teu passado... Depende apenas de ti. O que te impede de agir? O medo do fracasso? Do medo do êxito? O que os outros dirão? As críticas? O medo de errar? Estar só?
Liberta-te das amarras que criaste para ti mesmo.  A única coisa da qual deves ter medo é a de não seres tu mesmo. Deixares que a vida passe por ti sem fazeres dela o que queres, sem dizeres o que pensas, sem partilhares o que és, desaproveitando a oportunidade de Ser.

Tu fazes parte da Vida e como tal podes levar uma Vida em grande. Os erros do passado já foram esquecidos e os do futuro perdoados. Apercebe-te que ninguém exceto Tu, regista as tuas falhas. Esse jugo que carregas, essa verga que te castiga, esse falso amigo que te critica... És Tu Mesmo! Liberta-te e faz as pazes contigo mesmo, perdoa-te, és o principal beneficiado.

A Vida é tão curta e tão frágil que não devemos desperdiçá-la com rancor e ressentimentos. O Amor que não demonstrares hoje perde-se para sempre. Hoje é o dia de perdoares as ofensas do passado e deixares as discussões parvas. Entrega-te aos que amas sem esperares mudá-los, aceita-os tal como são e respeita o dom mais valioso que recebemos – a Liberdade.

De que estás à espera para começares a viver a tua Vida? Que todos os teus problemas acabem? Que os teus traumas desapareçam? Que alguém reconheça o teu valor? Que o amor da tua vida chegue? Que tudo aconteça como tu queres? Que a crise acabe? Que aconteça um milagre? Acorda! A Vida é Agora! A Vida não é o que aconteceu enquanto todos os teus planos se concretizavam ou quando finalmente atingiste tudo o que desejavas. A Vida é o Presente, o Agora. É o estar consciente de que estás  Agora a ler este parágrafo, do local onde estás e de todas as circunstâncias que te  envolvem. Estar consciente de que neste preciso momento o teu coração está a bombear sangue para todo o teu corpo e de que respiras.

Neste momento, algo que não compreendes mantém-te vivo e permite-te ver, pensar, expressar, movimentar, sorrir, chorar... Não te acostumes à Vida! Não te acostumes a todas as manhãs  acordar aborrecido, mal humorado, preocupado. Lembra-te, um dia podes não acordar. Abre os olhos e agradece as bençãos que recebes todos os dias. Agradece ouvires o chilrear dos pássaros, a tua música preferida, veres as cores do céu, sentires o vento a tocar-te na cara... Põe as mãos no peito,  sente o coração a bater com força  e a dizer-te: Estás vivo! Estás vivo!

A Vida não é fácil, está cheia de situações difíceis, mas talvez seja  suposto ser assim mesmo. E talvez, por isso, te tenham presenteado com as ferramentas necessárias para a enfrentar. Força para suportar as perdas, coragem para enfrentar as situações, flexibilidade para ver diferentes ângulos do mesmo assunto, compaixão para entender os outros...

Sê uma melhor versão de Tu mesmo, sê Livre e recupera a tua Vida!