quinta-feira, 7 de julho de 2011

Alfazema


 A alfazema - Lavandula Officinalis- é uma planta de grande vitalidade, resistente a altas temperaturas e a solos áridos, com um aroma inconfundível, amargo e fresco. O seu aroma transmite tranquilidade e pureza. Os gregos chamavam-na de Nardus, devido à cidade síria de Naarna, junto ao Eufrates. Os gregos e os romanos usavam-na nos banhos devido ao perfume limpo e fresco, daí o nome Lavandula, de lavare. 

Propriedades Mágicas
Género: Masculino
Planeta: Mercúrio
Elemento: Ar
Chakra: Coroa
Usos Mágicos: Purificação, Tranquilidade, Equilíbrio, Protecção e concentração.
A Alfazema potencia a autoconfiança e a auto-realização, ajudando a quebrar ilusões e falsas crenças que impedem a evolução, dando caminho ao entusiasmo para enfrentar novos desafios.


Identificação
Subarbusto perene, de 30 a 60 cm de altura, caules quadrados e lenhosos após o segundo ano;  folhas verde-prateadas, estreitas; flores azul-violáceas em espiga.

Habitat
Regiões quentes Mediterrâneas onde os solos são áridos, calcários e com grande exposição solar.

Cultivo
A forma mais fácil de começar a cultivar a alfazema é comprar a planta jovem. Quando jovem deve permanecer no interior nos períodos mais frios e a partir de Maio pode ser colocada no exterior. Para que estejam constantemente a florir devem ser feitas podas de 2/3 da planta. Deve ser protegida do frio no Inverno e os rebentos secos cortados no Inverno. Esta planta goste de locais de sol, secos e protegidos do vento.

Colheita
Devem ser colhidas no período de floração, quando o seu aroma está mais activo. Depois de colhidas são penduradas para que sequem, de forma a manter o seu aroma.

Partes Usadas 
Sumidades floridas e folhas.




Propriedades Terapêuticas
Antiespasmódico, anti-séptico, carminativo, cicatrizante, colagogo, diurético, antibacteriano, calmante, digestivo.

Usos Terapêuticos
Reumatismo, contusões, caimbras, dores de dentes, dores de cabeça, excitação nervosa, insónia, vertigens, depressão, acne, bronquite, laringite, asma, faringite, feridas, inapetência, má digestão, inflamações das vias urinárias.

Contra-indicações
Não ultrapassar as doses indicadas, na gravidez o seu uso deve ser evitado por ser um estimulante uterino, incompatível com iodo e sais de ferro.

Chá para aliviar as vias respiratórias
1 colher de chá de flores de alfazema com uma colher de chá de hortelã-pimenta. Juntar à mistura uma chávena de água a ferver, deixar em infusão 5 minutos e coar. Pode ser adoçado com mel.



terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

O Poder da Maçã


A maçã é uma das frutas mais populares do mundo. Existe em  grande quantidade e variedade, no entanto nem todos sabem dos seus benefícios para a saúde.
A maçã contém cerca de 85% de água, 12% de açúcar, ácidos orgânicos, pectina, tanino, vitaminas B1, B2, PP,C, E e provitamina A.

Eis alguns benefícios da maçã:

Ajuda a regular o intestino grosso. Quando ingeridas durante as refeições favorecem os movimentos intestinais, devido às suas fibras e actuam como um suave laxante.
Aliada contra a obesidade. Sacia a fome. Devido à sua quantidade de fibras e favorece um alimentação equilibrada e moderada.

Aliada na digestão. Refrescante pelo seu abundante sumo, ligeiramente ácido, estimula as glândulas digestivas e protege a mucosa gástrica.

Ajuda no combate à artrite e à gota.
É um excelente alimento complementar que favorece especialmente a assimilação do cálcio.

Facilita a  eliminação do ácido úrico e da ureia, devido à sua riqueza em água e potássio.

Contribui para o bom funcionamento dos rins. Devido ao elevado nível de água.

Retarda o aparecimento de rugas e flacidez da epiderme. Devido às suas propriedades antioxidantes.


Coma maçã  crua, assada ou cozida, com canela e açúcar mascavo.
A maçã pode ser comida a qualquer hora e em qualquer lugar, como uma saborosa sobremesa, lanche ou ceia.